Chef André Nardo

13
jun

lanche1

Chef André Nardo dos Santos tem 35 anos, é nascido em São Paulo Capital e mora em Campo Grande, MS há quase 4 anos. Formado em Turismo pela Universidade Anhembi Morumbi em São Paulo com especialização em Gastronomia e Confeitaria Francesa pela Le Cordon Bleu de Londres. Já morou, em diversas e lindas cidades por esse mundo: Vail,Colorado; São Paulo, SP; Londres, Inglaterra e finalmente Campo Grande MS.

Trabalhou em hotéis cinco estrelas em estações de esqui nos EUA, camarotes de grandes shows na Inglaterra tais como U2 e Cold Play, jantares privados e elegantes dentro de residências em todos os países citados, no icônico hotel Unique de São Paulo, hoje o maior desafio é o restaurante Divino Prato em Campo Grande. É um apaixonado por combinação de sabores e texturas. Respeita muito os ingredientes que são primordiais não apenas como alimento, mas também como uma relação cultural e afetiva da humanidade.

Seu interesse pelo chef pela culinária foi puro acidente. Mudou-se para uma pequena cidade dos EUA chamada Vail, no estado do Colorado e, com algum tempo por lá começou a fazer sua própria comida, pois, não conseguia adaptar-se à culinária local. Acabou conhecendo um chef de cozinha e perguntou se poderia dar um emprego para ele, e disse que não precisava nem pagar, apenas queria aprender a cozinhar para ele mesmo. “Ele não só me deu o emprego como ainda me pagou!” Risos. E foi aí que começou com sua vida dentro da cozinha.

Na minha escolha pela culinária, no começo meus pais ficaram um pouco confusos, pois jamais André Nardo tinha se interessado em cozinhar e, de repente, queria estudar em uma das melhores escolas do mundo. No final deram todo o apoio de que ele precisou.

Gastronomia para o Chef André é “Paixão, arte, disciplina, trabalho técnico e minucioso, perfeição”.

Sobre os negócios do chef, é sócio de 2 cafés/restaurante de nomes Letras du Café e Divino Prato. É um grande mix de produtos, desde um simples café com pão de queijo pela manhã, passando por um vasto buffet por quilo durante o almoço até o lanche da tarde e jantar. Estamos localizados na praça de alimentação de dois Hipercenteres que contam com um grande supermercado local como loja âncora, o que garante um bom fluxo de pessoas durante todo o dia. Preza sempre por alimentos de produção local e, quando possível, de produção artesanal para garantir o máximo da qualidade e frescor.

No ano de 2015 tem três grandes projetos que têm em comum sempre a alimentação local, justa e saudável: ABRASEL/MS – Associação Brasileira de Bares e Restaurantes; Associação de proprietários de restaurantes na busca de maior competitividade no mercado, melhor formação de mão de obra e divulgação dos estabelecimentos associados Slow Food Campo Grande ; Associação de pequenos produtores e chefs/empresários/docentes todos em busca da valorização dos ingredientes daqui do MS, buscando fazer uma ponte entre o produtor e o consumidor divulgando desde a técnicas de cultivo até festivais com comidas típicas ACPP;  Associação dos Cozinheiros Profissionais do Pantanal – É o projeto mais recente e  incrivelmente apaixonante! A troca de experiências com chefs de cozinha dos melhores restaurantes e bares da cidade é muitíssimo válida, conversando principalmente sobre eventos focados na gastronomia local para mostrar o que o pantanal tem para oferecer para o mundo todo. Porém o maior projeto de sua vida é para o ano de 2016: vai casar em maio com uma linda sul-mato-grossense!!

A cultura gastronômica do MS é extremamente rica em sabores e ingredientes únicos da região, porém com muita influência dos estados do Sul do Brasil, do Paraguai, da Bolíva e do Japão, isso mesmo! Japão. É um grande desafio conhecer e combinar tanta diversidade o que torna tudo uma grande diversão.

Mensagem do chef para quem deseja seguir a carreira: “Que é uma profissão apaixonante, mas que requer muito tanto física quanto socialmente. Datas comemorativas certamente serão perdidas, você vai acabar se apaixonando por comida congelada, raramente cozinhará para si próprio pois estará sempre cansado. Mas estará sempre com um sorriso no rosto, sempre feliz da vida por ter proporcionado a dezenas de outras pessoas a incrível experiência de uma refeição fora de sua casa”.

 lanche8

Receita do Chef

Receita: Sanduíche de ragu de costela com chips de batata doce

Ingredientes

Ragu:

5kg de costela de ripa magra

200g de cebola cortada rusticamente

100g de cenoura cortada rusticamente

3 folhas de louro

Água suficiente para cobrir 1 maço de salsinha cortada bem pequena

500g de tomate picado

250g de cebola picada

100g de manteiga

Sal e pimenta a gosto

Chips de Batata doce:

2 batatas doce

Óleo para fritar

Modo de preparo:

Em uma panela de pressão grande, refogue a cebola, a cenoura e louro. Coloque a costela, cubra com a água e cozinhe por 1h30 ou até que a carne esteja totalmente cozida e desfiando. Retire tudo da panela e reduza o caldo do cozimento em um terço. Reserve. Deixe resfriar um pouco a carne e, com as mãos mesmo, retire todos os ossos e toda gordura possível. Descarte os legumes. Em outra panela, refogue a cebola picada em manteiga e coloque a carne da costela já desfiada. Acrescente o tomate, salsinha e o líquido do cozimento e cozinhe até secar totalmente, sempre mexendo com uma colher para não queimar no fundo. Sirva como sanduíche (como na foto), recheio ou molho para massa. Para chips de batata doce fatia a mesma ainda crua com o auxílio de um fatiador manual e frite em óleo a, no máximo, 140C para que elas não queimem ou fiquem amargas.

Bom apetite!